sábado, 31 de março de 2012

Tema para Catequese - Paixão

ùVMorrer por amorYù                                                  Mt 26,26-32; 57-75


Os inimigos de Jesus estavam decididos a prendê-lo. Estava próximo da Páscoa e Jesus amava tanto seus amigos que fez com eles uma ALIANÇA DE AMIZADE. Para isso tomou o pão e o vinho, mostrou a eles, e disse: isso aqui Sou Eu para alimentar a vida de vocês, comam e bebam. Terminada a ceia, Jesus foi com eles para uma montanha rezar. Judas separou-se deles para entregá-lo aos inimigos. Jesus foi preso e levado ao chefe do Templo que perguntou-lhe: Você é ou não é o Messias, o Salvador, o Filho de Deus? E Jesus respondeu: Eu o sou e um dia vos julgarei na presença de meu Pai. Então eles resolveram mandar matar Jesus, que foi levado ao governador que falou com Jesus pessoalmente e explicou ao povo que Ele era inocente. O governador chamava-se Pilatos e pediu para o povo escolher a quem soltar: Jesus ou Barrabás e o povo pediu Barrabás. Bateram em Jesus, colocaram uma coroa de espinhos em sua cabeça e deram uma pesada cruz nas costas. Jesus carregou pela cidade e o povo ia zombando atrás. Foi levado até um cima de um monte. Lá pregaram as mãos e os pés. Jesus ficou pregado várias horas e depois deu um grito e morreu, mas do alto da cruz perdoou os que o matavam.

Após ler o texto acima, vamos fixar o tema e responder:

1) O que Jesus e seus amigos comeram e beberam na última ceia?

___________________________________________________________________________

2) Qual a pergunta que o chefe do Templo fez a Jesus no tribunal? Ver Mt 26, 63

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

3) Copie a resposta de Jesus, que se encontra em Mt 26, 64.

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________


4) O que estava escrito na cruz de Jesus? Procure em João, 19,19.

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

Seus pais, traçando o sinal da cruz em você, dirão:

“Que este sinal da cruz traga sobre você meu(inha) filho(a), uma presença especial de Jesus, que por amor a nós, morreu na cruz. Lembre-se sempre Dele e viva de acordo com seus ensinamentos. Amém.”

sábado, 24 de março de 2012

A oração que causou polêmica

Escrito por Majrlos Lira 

Ter, 12 de Janeiro de 2010 

Esta oração foi feita em Kansas na sessão de inauguração da ‘Kansas House of Representatives". Quando se pediu ao reverendo Joe Wright que fizesse a oração de abertura no Senado de Kansas, todos esperavam uma oração ordinária, mas isto foi o que todos escutaram: 

“Senhor, viemos diante de Ti neste dia, para Te pedir perdão e para pedir a tua direção. 
Sabemos que a tua Palavra disse: Maldição àqueles que chamam “bem” ao que está “mal”, e é exatamente o que temos feito. 
Temos perdido o equilíbrio espiritual e temos mudado os nossos valores. 
Temos explorado o pobre e temos chamado a isso “sorte”. 
Temos recompensado a preguiça e chamamo-la de “Ajuda Social”. 
Temos matado os nossos filhos que ainda não nasceram e temo-lo chamado “a livre escolha”. 
Temos abatido os nossos condenados e chamamo-lo de “justiça”. 
Temos sido negligentes ao disciplinar os nossos filhos e chamamo-lo “desenvolver a sua auto-estima”. 
Temos abusado do poder e temos chamado a isso: “Política”. 
Temos cobiçado os bens do nosso vizinho e a isso temo-lo chamado “ter ambição”. 
Temos contaminado as ondas de rádio e televisão com muita grosseria e pornografia e temo-lo chamado “liberdade de expressão”. 
Temos ridicularizado os valores estabelecidos desde há muito tempo pelos nossos ancestrais e a isto temo-lo chamado de “obsoleto e passado”. 
Oh Deus!, olha no profundo dos nossos corações; purifíca-nos e livra-nos dos nossos pecados. 
Amém" 

A reação foi imediata. Um Parlamentar abandonou a sala durante a oração. Três outros criticaram a oração do Padre classificando-a como “uma mensagem de intolerância”. Durante as seis semanas seguintes, a Igreja ‘Central Catholic Church‘ onde trabalha o sacerdote Wright recebeu mais de 5.000 chamadas telefônicas, das quais só 47 foram desfavoráveis. Esta Igreja recebe agora petições do mundo inteiro, da Índia, África, Ásia, para que o pároco Wright ore por eles.

Com a ajuda de Deus, gostaríamos que esta oração se derramasse sobre a nossa Nação, e que nasça em nossos corações o desejo de chegar a ser uma ”Nação debaixo do olhar de Deus”.
Se não temos o valor de nos mantermos firmes nas nossas convicções, então caíremos diante de qualquer outro argumento, ou inimigo.

Fonte: Gazeta do Brasil



When minister Joe Wright was asked to open the new sessions of the Kansas Senate, everyone was expecting the usual generalities, but this is what they heard:

THE PRAYER

Heavenly Father, we come before you today to ask Your forgiveness and to seek Your direction and guidance. We know Your Word says, "Woe to those who call evil good,," but that is exactly what we have done. We have lost our spiritual equilibrium and reversed our values.

We confess:

We have ridiculed the absolute truth of Your Word and called it Pluralism.
We have worshipped other gods and called it multiculturalism.
We have endorsed perversion and called it alternative lifestyle.
We have exploited the poor and called it the lottery.
We have rewarded laziness and called it welfare.
We have killed our unborn and called it choice.
We have shot abortionists and called it justifiable.
We have neglected to discipline our children and called it building self-esteem.
We have abused power and called it politics.
We have coveted our neighbor's possessions and called it ambition.
We have polluted the air with profanity and pornography and called it freedom of expression.
We have ridiculed the time-honored values of our forefathers and called it enlightenment.

Search us, Oh God, and know our hearts today; cleanse us from every sin and set us free.

Guide and bless these men and women who have been sent to direct us to the center of your will. I ask it in the Name of Your Son, the living Savior, Jesus Christ.

Amen.

The response was immediate. A number of legislators walked out during the prayer in protest. In six short weeks, Central Christian Church, where Rev. Wright is pastor, logged more than 5,000 phone calls with only 47 of those calls responding negatively. The church is now receiving international requests for copies of this prayer from India, Africa, and Korea.

Commentator Paul Harvey aired this prayer on "The Rest of the Story" on the radio and received a larger response to this program than any other he has ever aired.

With the Lord's help, may this prayer sweep over our nation and wholeheartedly become our desire so that we again can be called one nation under God.